Dúvidas sobre caspas

Tempo de leitura: 4 minutos

Não há nada mais desagradável do que a dúvidas sobre caspas ao sair de casa e de repente perceber que as roupas estão cheias de flocos de neve brancos. Se o seu cabelo for muito escuro, é ainda pior! Neles, a caspa parece pouco modesta! Aproximadamente 40% dos brasileiros relatam ter ou já sofrido de caspa em algum momento da vida – também conhecida como dermatite seborréica – embora essa condição seja comum, o assunto ainda é cercado de mitos.

É contagioso? Só aparece no inverno? Estas e algumas outras perguntas são o que responderemos neste artigo! Porém, antes de desmascarar os mitos sobre a caspa, vamos entender o que é e por que ocorre. prepare-se? Venha, então!

O que provoca a caspa

Como vimos, a caspa é o resultado de um desequilíbrio das glândulas sebáceas, o que leva à fragilidade do couro cabeludo. Alguns fatores podem irritar as glândulas e desenvolver caspa. Dentre eles, podemos citar:

  • Dieta pobre: ​​Uma dieta rica em açúcar e gordura pode piorar a sebo do cabelo;
  • Calor excessivo: o calor do sol, da água do banho ou das ferramentas de aquecimento irá estimular a produção de sebo;
  • Sensibilidade química: a fórmula espessa irrita o couro cabeludo e causa descamação;
  • Disfunção hormonal: devido a certas disfunções internas (como a síndrome dos ovários policísticos) ou a ingestão desses hormônios (como os anticoncepcionais), pode causar desequilíbrio.
  • Estresse: O estresse enfraquece as defesas naturais do corpo, causando desequilíbrio do couro cabeludo.

Entenda o que é a caspa

Você já deve saber que todas as peles do corpo são renovadas com freqüência. E o couro cabeludo não é diferente! Em um couro cabeludo saudável, essa renovação ocorre aproximadamente uma vez por mês e é difícil de detectar porque as manchas de pele que caem são tão pequenas que mal podemos vê-las.

Agora, quando o couro cabeludo for “atacado” de certa forma, essa troca será mais rápida, ou seja, a pele morta pode ser eliminada em maior extensão em menos tempo, o que levará à formação de “placas”, Maior e claramente visível: caspa.

A origem da caspa é a disfunção das glândulas sebáceas, portanto, não é uma doença, mas sim uma condição do couro cabeludo. O couro cabeludo frágil tem maior probabilidade de ficar exposto aos efeitos da Malassezia, que está naturalmente presente na pele de todos nós, mas por diversos fatores pode causar alguma irritação na pele, obrigando-a a se renovar mais rapidamente.

5 mitos e verdades sobre a caspa

1. Cabelo preto tem mais caspa mito.

Não há relação entre a cor do cabelo e o aparecimento de caspa. A melanina é a responsável pela coloração do cabelo, ela existe no córtex do cabelo, ao lado da queratina, e como vimos, a caspa é o resultado do óleo produzido na raiz.

O que acontece é que nos cabelos pretos, a lâmina da pele fica mais fácil de ver, dando a impressão de que a incidência desse tipo de cabelo é maior.

2. O uso do shampoo anticaspa deve ser contínuo

verdade. Usar o shampoo correto para o seu tipo de cabelo é essencial! Portanto, se você sofre de caspa, deve substituir todos os shampoos “normais” por caspa! A troca do produto resultará na perda da função anticaspa e o problema reaparecerá. Não há necessidade de aumentar a frequência de lavagem, apenas o uso contínuo para remover a caspa.

3. Lavar o cabelo todo dia causa caspa

mito. Lavar todos os dias (a última pulverização com água fria também pode evitar o aparecimento de frizz) ajuda a manter o couro cabeludo limpo. Porém, além da temperatura da água, você também deve prestar atenção a outros detalhes na hora de lavar: não use muita força, para não estimular as glândulas sebáceas, e use produtos específicos para prevenir a caspa.

4. Dormir com os cabelos molhados piora a caspa

verdade. Dormir com o cabelo molhado só danifica o cabelo. E, claro, para o couro cabeludo. Manter a pele húmida e sensual a noite toda, estimular a produção de sebo, evitar que a pele “respire” e promover a reprodução de fungos (lembra-se da Malassezia que mencionamos acima?). A confusão é que se acredita que dormir com o cabelo molhado pode causar caspa, na verdade, isso só piora o problema.

Embora ainda não haja cura, a caspa não é contagiosa, e esse problema pode ser resolvido com as medidas adequadas. Escolha com cuidado os produtos que irá utilizar e mantenha sempre o couro cabeludo limpo, uma alimentação equilibrada e um estilo de vida saudável!

5. O consumo de álcool provoca caspa

mito. Isso é muito comum! E dá para entender o motivo: o álcool tem efeito diurético, que permite aos rins eliminar nutrientes e eletrólitos (o que também ajuda a explicar a dor de cabeça do dia seguinte), o que torna a pele seca. Incluindo o couro cabeludo. Em seguida, ocorre a descamação do couro cabeludo devido à secura, que é diferente da caspa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *